quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Moda portuguesa no Mundo

Investimento de 7,43 milhões de euros já garantiu presença de designers portugueses em diversas feiras internacionais
Os designers reconhecem cada vez mais a importância de expandir a sua marca além-fronteiras. E com base neste pensamento foram investidos 7,43 milhões de euros para garantir a presença de criadores portugueses em feiras internacionais.

O criador português Júlio Torcato é um exemplo disso. O designer participou na edição de Julho deste ano da Angola Fashion Week. Torcato aproveitou a oportunidade para efectuar uma prospecção de mercado em termos de distribuição: «Visitei alguns pontos de venda. O mercado angolano é «sui generis», com muitas vendas em showrooms de atendimento privado, mas penso que vai ser possível fazer negócios».

Os EUA estão também na rota do criador português no estrangeiro, com contactos promissores: «Tenho um projecto com uma empresa portuguesa que tem já contactos em Nova Iorque e estamos a pensar em fazer uma colecção para lá, direccionada para executivos. Mas é ainda um projecto embrionário», indica Júlio Torcato.

A criadora Elisabeth Teixeira, presença habitual na passerelle do Portugal Fashion, está igualmente a dar os primeiros passos no mercado internacional, tendo participado em Outubro último na feira Baltic Textile & Leather, na Lituânia.

«Há cada vez mais concorrência no mercado interno, que é limitado, e por isso estou a tentar internacionalizar a minha marca», explica.

Outra designer portuguesa a expandir a sua marca para o estrangeiro é Katty Xiomara. A criadora iniciou o seu processo de internacionalização há alguns anos, tendo, inclusive, marcado presença em Barcelona e em Paris. Xiomara, que hoje já vende para Espanha, EUA e Kuwait, afirma que, para a internacionalização, «a participação em feiras é um passo importantíssimo», uma vez que permite «estabelecer contactos interessantes e instalar pequenos pontos de venda em diferentes países».

A participação destes criadores de moda portugueses em feiras internacionais contou com o apoio da Associação Selectiva Moda, que está a desenvolver ao longo deste ano um projecto de internacionalização que totaliza sessenta e uma acções em vinte e seis mercados distintos, num investimento total de 7,43 milhões de euros, financiados pelo QREN.

Sem comentários:

Enviar um comentário